1 LITRO DO SANGUE AZUL DESTE ANIMAL CUSTA $15.000,00

 

O animal da foto, pertence a um grupo de artrópodes marinhos que vivem no fundo arenoso de mares rasos há mais de 450 milhões de anos, sobrevivendo a vários eventos de extinção em massa, mas em risco de extinção atualmente, devido a poluição dos oceanos, uso como iscas de pesca e uso intensivo pela indústria farmacêutica, que tem grande interesse pelo seu sangue azul. Por ano, são coletados cerca de 400 mil destes animais para a extração de parte do seu sangue. Os animais são devolvidos a natureza, mas, estima-se que 25% deles morram após a soltura.

 

O interesse pelo sangue do caranguejo ferradura é devido as suas propriedades de defesa contra bactérias e toxinas bacterianas. Em contato com estes antígenos, o sangue do caranguejo muda do estado líquido para um estado gelatinoso, isolando as bactérias e toxinas. Na indústria farmacêutica e médica o sangue do caranguejo é utilizado como indicador de contaminantes bacterianos em próteses de órgão, meios de desenvolvimento embrionário de fertilização artificial e em recipientes de produção de medicamentos.

 

Como a cada ano, a população dos caranguejos vem diminuindo, uma fonte alternativa para o sangue do animal vem sido pesquisado. Há alguns anos, o genoma do animal foi explorado e o gene responsável pela proteína sanguínea com ação coagulante isolado, e transferido para células intestinais de insetos, que passaram a produzir a proteína recombinante.  Logo, que seu uso seja autorizado, espera-se que a pressão sobre a espécie diminua e, ela passe a correr um menor risco de extinção.