Quando dois organismos nascem com seus corpos ligados anatomicamente eles são chamados de gêmeos coligados, conjugados, xifópagos ou siameses.

 

 

A formação dos gêmeos coligados tem início a partir de processos reprodutivos considerados normais. Durante a ovulação, um óvulo é fecundado por um espermatozoide, formando um zigoto, que sofre sucessivas mitoses, iniciando a formação de um embrião pluricelular. Mas, se após as primeiras divisões celulares a massa celular embrionária se dividir, cada grupo celular poderá formar embriões individualizados, que serão geneticamente idênticos entre si (gêmeos idênticos). Este processo é chamado poliembrionia. Porém, se a divisão da massa celular do embrião original ocorrer muitos dias após a formação do zigoto, a separação poderá não ocorrer de forma completa e os dois embriões se desenvolverão unidos, compartilhando estruturas corporais, formando os gêmeos coligados.

 

Mas atenção, há um outro tipo de formação de gêmeos, que não forma gêmeos coligados. Ele ocorre por poliovulação, onde dois ou mais óvulos são liberados ao mesmo tempo e cada um é fecundado por um espermatozoide diferente, resultando na formação de diferentes zigotos que se desenvolvem em diferentes embriões e organismos. Os gêmeos formados por poliovulação, não são geneticamente idênticos, podendo ser inclusive de sexos diferentes. A poliovulação, nos vertebrados amniotas (répteis, aves e mamíferos) não forma gêmeos coligados, pois cada embrião se desenvolve isolado dentro de uma bolsa amniótica exclusiva, não havendo possibilidade de união dos diferentes embriões.

 

 

 

Prof. Marco Nunes

Editor do  Nerd Cursos - Biologia

Um portal de materiais de estudos para o Enem e vestibulares

Vitória da Conquista - Bahia - Brasil

Contato: profmanunes@gmail.com

Please reload

Featured Posts

POR QUE O SEXO É TÃO POPULAR?

June 26, 2019

1/7
Please reload

Postagens recentes

December 27, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags