COMO FUNCIONAM OS RELÓGIOS BIOLÓGICOS?

 

Muitos aspectos da vida dos seres vivos seguem padrões oscilantes, sincronizados com a duração do dia terrestre. Animais, por exemplo, alternam períodos de sono com períodos de vigília (acordado). Esses padrões comportamentais oscilantes visam manter o funcionamento corporal adaptado a condições ambientais instantâneas, bem como, antecipá-los a condições variáveis previsíveis. Os relógios biológicos são determinados por fatores corporais internos, estabelecidos geneticamente, portanto, podendo ser variáveis nos organismos de uma população, serem herdados e passíveis de funcionarem de forma alteradas frente a mutações. Genes relacionados aos relógios biológicos já foram identificados em todos os grupos de seres vivos. A base genética do processo permite afirmar que há proteínas que agem no processo, geralmente, enzimas que facilitam a síntese de substâncias, como alguns hormônios, que regulam o funcionamento corporal. Também há proteínas que ativam e inativam a expressão dos genes dos relógios biológicos em momentos preestabelecidos do dia. Embora, sejam determinados internamente, o ambiente externo exerce um papel relevante na adaptação dos relógios biológicos frente a variações, como nas mudanças da duração do período com luz solar que ocorrem durante um ano, impedindo que fiquem desajustados.

Please reload

Featured Posts