UMA PLANTA QUE PARASITA OUTRAS PLANTAS

 

Há uma tradição de natal europeia e norte americana que quando casais estão debaixo de uma certa planta pode rolar um beijo, e por isto, a plantinha é muito utilizada em decorações natalinas nas residências. Esta planta é o visco, um vegetal singular, pois vive às custas de outros vegetais, sendo considerado uma planta parasita.

 

O visco faz fotossíntese?

 

A resposta a esta questão pode ser obtida analisando algumas características da planta. Ela possui folhas verdes, indicando a presença de parênquima clorofiliano, um tecido vegetal com capacidade fotossintética. Neste tecido, há células com cloroplastos, portanto clorofila absorvendo luz para obter energia para a síntese de carboidratos, bastando a planta absorver dióxido de carbono e água, e é a água o problema. O visco desenvolveu durante sua evolução o hábito de viver sobre outras plantas, geralmente grandes árvores, provavelmente uma forma de obter luz no ambiente sombreado florestal. Muitas plantas fazem isto, como várias espécies de bromélias e orquídeas, mas não são consideradas parasitas, pois não prejudicam as árvores em que vivem, realizando uma relação ecológica harmônica chamada epifitismo. No caso do visco, raízes parasitas (haustórios) são introduzidas na casca da planta hospedeira e chegam até o xilema, de onde, retiram sais minerais e água (seiva bruta) para servir de matéria prima para a fotossíntese.

 

O visco mata a planta hospedeira?

 

Apesar de causar prejuízos, o visco raramente mata a planta que parasita, exceto quando em grande número. Embora, sejam prejudiciais as plantas de forma individual, ao ecossistema possuem um papel importante. Seus frutos são alimentos para aves. São base de apoio para a produção de ninhos. E mesmo quando matam a planta hospedeira, agem positivamente na dinâmica das comunidades, pois o tronco das árvores mortas podem ser utilizados para a nidificação de aves e mesmo decompostos por fungos que devolverão nutrientes ao solo e com o tempo abrir espaço no meio para a germinação de novas árvores.

 

Atenção! O visco é uma planta hemiparasita.

 

Hemiparasita (parasita parcial) é um termo utilizado para denominar um vegetal parasita, mas que produz o próprio alimento, portanto é autotrófico fotossintético.

 

Se o visco não fosse capaz de produzir os próprios carboidratos, precisando extrai-los da planta hospedeira, ele seria considerado um holoparasito (parasita total). Nas plantas holoparasitas, a raiz parasita (haustório), que penetra na casca da planta hospedeira, suga a seiva elaborada do floema.

 

<